• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Quinta-feira, 16 de junho de 2011, atualizada às 16h50

    Surto de sarampo na Europa alerta para necessidade de adesão à vacina em JF

    Jorge Júnior
    Repórter
    vacinacao

    Embora o Brasil não tenha registros de sarampo, com a doença controlada no país desde 2000, o fato de neste ano já terem sido confirmados dez casos importados de sarampo, as autoridades de saúde de Juiz de Fora alertam para a importância de adesão à vacina. Além dos casos confirmados no país, há outros cinco sob suspeita, que estão sendo investigados.

    A doença teria sido importada da Europa, onde 33 países passam por um surto de sarampo, com mais de 6,5 mil casos registrados. Entre os mais afetados estão a Bélgica, Bulgária, Espanha e França. "A última campanha contra a doença no Brasil foi realizada em 2004", destaca a secretária adjunta de saúde da Prefeitura de Juiz de Fora, Marilene Fabri. Contudo, diante da ameaça, as doses já estão sendo aplicadas, estando disponíveis até o dia 22 de julho.

    "É importante que as pessoas procurem a dose, inclusive adultos que forem viajar para qualquer país com ocorrência de sarampo, que devem ser imunizados com a vacina Tríplice ou Triviral." A vacina é disponibilizada em todas as unidades de saúde de Juiz de Fora e também junto às equipes volantes, que percorrem diferentes pontos do município para reforçar a ação da campanha. No sábado, a vacinação vai ocorrer das 8 às 17h, sendo necessário apresentar o cartão de vacinação da criança. A meta é vacinar 36,97 mil pessoas e a secretária adjunta lembra que a dose vale para toda a vida.

    Dia D

    O Dia Nacional da Campanha de Vacinação contra a pólio e sarampo será realizado neste sábado, 18 de junho, em Juiz de Fora, das 8 às 17h, em mais de 90 postos de imunização em todo o município. Além da data, cinco equipes volantes estão percorrendo diariamente diferentes pontos da cidade, aplicando as doses. Este trabalho vem sendo feito desde o último dia 7, antes mesmo do início oficial da campanha no município, que foi no dia 14.

    A imunização contra a pólio segue até o dia 1º de julho. De acordo com Marilene, o objetivo da campanha é continuar mantendo os dados que, desde 1989, não é registrado nenhum caso de poliomelite no Brasil." Mesmo com esse índice a secretária alerta para que os pais levem seus filhos para vacinar. Em 2010, segundo Marilene, o índice de cobertura em Juiz de Fora ficou em 88,41%, abaixo da meta de 95%. "Pais e responsáveis devem ficar atentos e vacinar seus filhos. Para garantir o sucesso da campanha." Marilene destaca que a meta é atingir, no mínimo 95% da população, totalizando cerca de 30,82 mil pessoas na cidade.

    Devem ser vacinadas contra a pólio todas as crianças de zero a menores de cinco anos, independente de ter recebido a imunização anteriormente. A dose contra o sarampo deve ser aplicada em crianças entre um ano e menores de sete anos, independente da situação vacinal prévia ou de ter contraído a doença anteriormente. A imunização contra a pólio acontece em duas etapas: neste mês e em agosto, quando será disponibilizada a segunda dose. A vacinação contra o sarampo é dose única.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.