• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Quarta-feira, 13 de julho de 2011, atualizada às 19h45

    Percentual de contaminação por HIV cai 14,52 pontos entre homens que fazem sexo com outros homens

    Jorge Júnior
    Repórter
    camisinha

    O percentual de contaminação por HIV em Juiz de Fora apresentou redução de 14,52 pontos entre o grupo denominado homens que fazem sexo com outros homens (HSH). O dado é uma comparação feita entre a proporção de infectados em 2009 e 2010 e foi divulgado pelo Programa DST Aids da Secretaria de Saúde da Prefeitura.

    De acordo com o coordenador do programa, Rodrigo Almeida, em 2009, do total de homens (homossexuais e heterossexuais) contaminados pelo vírus HIV no município, metade pertencia ao grupo HSH. No ano passado, do total de homens infectados, 35,48% eram HSH. "Houve um aumento do número de testagem e uma queda nos números de infecções. Entre todos os homens que passam por testes, a minoria é HSH: 12,5% em 2009 e 12,2% em 2010." Os números apresentados pertencem ao Centro de Testagem do DST Aids e referem-se apenas aos casos de Juiz de Fora.

    Os casos de gays, transexuais e HSH com a doença Aids também diminuíram, comparando ao mesmo período. "Os registros do Sistema Nacional de Notificações apresentou uma redução de seis para cinco." Almeida explica que, só é considerado Aids após manifestada a infecção do organismo humano pelo HIV. O coordenador conta que os jovens são os mais afetados pela doença.

    Segundo Almeida, o serviço está sendo feito de forma estratégica. "É resultado de um longo trabalho de prevenção que é realizado durante todo o ano. Essa redução acontece porque os serviços são direcionados a públicos específicos, como mulheres, estudantes, jovens, gays e usuários de drogas."

    O coordenador conta que o programa de Juiz de Fora deve receber materiais relativos ao guia da Organização Mundial da Saúde ainda no segundo semestre. "Cartilhas com base no trabalho da OMS deverão ser reproduzidas pelo Ministério da Saúde, que, por sua vez, as repassará às cidades para aplicação no Plano de Ações e Metas dos Municípios. Já estamos aguardando materiais como folders e clips para a campanha de 1º de dezembro, Dia Mundial de Luta Contra a Aids, que se estenderá até o carnaval de 2012. A programação de prevenção ao público LGBT também contempla ações de cunho estratégico nos períodos do Rainbow Fest, Miss Brasil Gay e Parada do Orgulho LGBT", adianta. "Estamos trabalhando com abordagens diferenciadas para a população."

    Atualmente, cerca de 900 pessoas recebem acompanhamento do Programa DST Aids, fazendo uso do coquetel de remédios. Os números referentes a 2011 não foram divulgados porque ainda há casos em investigação. Os dados são informados apenas no final do ano, a fim de não mascarar as estatísticas, segundo Almeida. O coordenador do DST Aids adianta, porém, que os índices do Sinan também seguem tendência de redução dos casos de Aids entre homossexuais.

    Testes

    O teste do HIV é gratuito e sigiloso e o cidadão não precisa estar em jejum. O procedimento pode ser realizado nas unidades de Atenção Primária à Saúde (Uaps) dos bairros ou no Pronto Atendimento Médico (PAM) Marechal, na rua Marechal Deodoro 469, Centro, no 7º andar. O horário de atendimento é das 8h 17h. O telefone de contato é (32) 3690-7484.

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.