• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Cuidados são importantes para evitar doenças de pele comuns no verão A estação mais quente do ano traz risco de surgimento de problemas, como micose, candidíase, pitiríase, além de queimaduras solares

    Aline Furtado
    Repórter
    8/12/2011
    Sol

    O verão começa só no dia 21 de dezembro, mas tomar alguns cuidados básicos faz com que doenças comuns a essa estação do ano sejam evitadas. Uma das dicas principais, segundo a dermatologista Vânia Paccinini, é secar bem o corpo, principalmente áreas como virilha, umbigo, nádegas e entre os dedos.

    "No verão é quando mais surgem doenças, como micoses, candidíase, pitiríase, além das tíneas". A explicação para isso vem do calor em excesso, que acaba proporcionando condições ideais para surgimento e proliferação de fungos e bactérias. O ideal, segundo a médica, é cuidar durante todo o ano e intensificar as medidas de prevenção nos dias mais quentes.

    Micoses

    As chamadas micoses são infecções causadas por fungos. Condições favoráveis, como áreas úmidas e quentes, fazem com que haja a reprodução desses organismos, o que pode desencadear um processo de infecção superficial ou profunda. O fato de, no verão, a transpiração aumentar, assim como o contato com a água em praias ou piscinas, é um fator facilitador. "Por isso, a importância de enxugar bem as regiões do corpo onde pode haver acúmulo de água."

    As micoses podem afetar pele e unhas, sendo mais comuns entre os dedos dos pés, nas unhas e na virilha. "Há pessoas que usam até mesmo secador de cabelo para evitar água acumulada e problemas, como frieiras, micoses comuns nos pés." O problema é iniciado com o aparecimento de uma lesão vermelha de tamanho pequeno. A partir da lesão, ocorre a descamação da pele e a coceira. As micoses podem atingir, também, as unhas, quando são chamadas onicomicoses. Nesse caso, é comum que a unha seja atacada pelos fungos, primeiramente nas pontas, ficando, posteriormente, amarelada.

    Candidíase

    De acordo com a dermatologista, o surgimento da doença costuma ocorrer em pessoas que têm diabetes e em crianças, devido à baixa imunidade. "Assim como nas micoses, é importante manter seco todo o corpo, usando roupas que permitam a transpiração, dando preferência às de algodão. Outra dica é fazer uso de talco antisséptico e cremes, evitando contato pele com pele."

    Pitiríase

    A pitiríase pode se manifestar de três formas. Uma delas é a versicolor, que causa manchas vermelhas. Além disso, existem as formas acastanhada e branca. São micoses conhecidas como "pano branco".

    Também causadas por fungos, são conhecidas por desencadear as manchas arredondadas do tamanho de confetes. "Essa é uma doença que acomete muito as pessoas que têm a pele muito oleosa e sempre atinge áreas acima do umbigo. O ideal é prevenir com o uso constante de bucha vegetal e um sabonete esfoliante."

    Tíneas

    Um tipo de micose, a tínea é ocasionada pelo contato com gatos e cachorros, mas também pode surgir após contato com areia ou poeira contaminada. "A doença se manifesta nas unhas e no couro cabeludo, cortando os fios de cabelo, o que, por sua vez, acarreta falhas." Além disso, a virilha também pode ser atacada pelos fungos.

    Queimaduras

    "Hoje e dia é inadmissível que as pessoas se exponham ao sol a ponto desse ato desencadear queimaduras de graus 1, que atinge superficialmente a pele, e 2, que atinge a derme, a epiderme e a hipoderme. Só queima quem não tem informação." Entre as dicas para se proteger dos raios ultravioletas estão acessórios, como bonés, chapéus, viseiras, óculos, além de protetores solar. "É preciso se conscientizar quanto ao risco de câncer de pele. E lembrar que o efeito do sol sobre a pele é cumulativo, ou seja, o sol que você tomou quando bebê pode, somado a outras exposições, acarretar um câncer de pele, principalmente após os 40 anos."

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.