Quarta-feira, 3 de julho de 2013, atualizada às 17h

Médicos e estudantes fazem protesto em JF contra o fim do Revalida

Andréa Moreira
Repórter

Médicos e estudantes de medicina Juiz de Fora participaram nesta quarta-feira, 3 de julho, do protesto nacional contra a entrada no país de médicos estrangeiros sem a necessidade da aplicação do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida). "Não somos contra a atuação de médicos de outros países no Brasil, mas o que exigimos é a continuidade da aplicação do Revalida, um exame elaborado pelo próprio Governo Federal para avaliar a capacidade dos médicos," explica o presidente do Sindicato do Médicos de Juiz de Fora, Gilson Salomão.

Com cartazes e faixas, os manifestantes saíram do PAM Marechal até a Associação dos Médicos, na rua Braz Bernardino e foram acompanhados por alguns populares, como o aposentado, Fernando Ribeiro. "Eu apoio a reivindicação destes profissionais. Afinal não podemos aceitar médicos, que lidam diretamente com nossas vidas, sem saber se estão ou não aptos para exercer tal função."

O estudante de medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Guilherme Bigonha, também compartilha a mesma preocupação. "Não tenho plano de saúde, ou seja, utilizo os hospitais públicos. Como saber se um médico estrangeiro que poderá entrar no Brasil, sem o Revalida, tem capacidade profissional para me atender."

Para a pediatra Patrícia Dahan, o cancelamento do Revalida será apenas para enganar a população brasileira. "O Governo Federal diz que irá importar médicos de outros países. Mas, na verdade, estes profissionais já moram no país e estão atuando na ilegalidade, já que não tiveram a capacidade de passar no Revalida. Eliminando esta exigência, teremos centenas de profissionais não capacitados atendo a população," afirma a pediatra, ressaltando que o país não precisa de mais médicos. "A solução para a saúde do Brasil não é importar médicos. Precisamos sim, é de melhores condições de trabalho, de equipamentos eficientes e de salários dignos. Pois, muitos acreditam que os médicos ganham muito, mas é só olhar o salário que a Prefeitura de Juiz de Fora paga para estes profissionais, que é de pouco mais de R$ 1.600, por 20 horas semanais." 

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.