• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde
    Terça-feira, 23 de fevereiro de 2016, atualizada às 16h47

    Mais de 40 mil alunos serão mobilizados para o combate ao Aedes aegypti nas escolas municipais

    Angeliza Lopes
    Repórter
    foto

    Quarenta e cinco mil crianças e adolescentes de 105 escolas da rede municipal de ensino estarão envolvidas no projeto de educação ambiental, com objetivo de conscientizar a comunidade escolar, por meio de ações efetivas de combate ao mosquito transmissor da dengue, do zika vírus e da febre chikungunya. As ações, divulgadas pela Secretaria de Educação, nesta terça-feira, 23 de fevereiro, em parceria com as secretarias de Saúde, Meio Ambiente, Atividades Urbanas, Demlurb e Exército, serão desenvolvidas em formato de gincana, dividida em duas etapas, com ações de registro e eliminação dos focos, criação de um personagem para a Liga de Combate, caminhada de conscientização e visitação dos militares nas escolas.

    O projeto foi divulgado após a confirmação da sétima morte por dengue grave, sendo que a oitava já está sendo investigada pela Secretaria de Saúde. A secretária de Saúde, Beth Jucá, informou na última segunda, que foram contabilizados 2.553 casos de pessoas infestadas pelas doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti.

    Conforme a secretária de Educação, Denise Franco, todas as escolas, da educação infantil até os anos finais do ensino fundamental, serão mobilizadas. "Queremos que elas se envolvam no protagonismo em suas comunidades a partir de atividades lúdicas e também de conhecimento epidemiológico, que vão ajudar os próprios alunos nos seus bairros", destaca. Durante a explicação do projeto, os professores e diretores receberam o material de implantação da proposta, como cartazes e fichas de pontuação da gincana.

    O prefeito Bruno Siqueira completa que esta ação pretende levar o conhecimento quanto o combate do mosquito para as crianças e adolescentes. "Através da conscientização do aluno é possível levar as informações para dentro das residências, sabendo que 80% dos focos estão dentro das casas. A prevenção pela educação é fundamental para a inibição da proliferação do mosquito e da doença também no futuro".

    A Secretaria de Saúde também fará parte do projeto através de palestras educativas e atividades da gincana. "Os agentes de endemia apoiarão os professores nas atividades. Hoje, vivemos um momento municipal, estadual e nacional de alerta máximo destas doenças. Temos vários fatores que fazem com que este número aumente, alguns deles é a falta de diagnóstico no país para diferenciar zika de dengue, e o clima que favorece a proliferação e contaminação circulante", afirma a chefe do departamento de Vigilância Epidemiológica, Michele de Freitas.

    Sala de Operações

    No último sábado, 20, a Prefeitura reuniu várias secretarias para traçar um plano de contingência para o combate às doenças transmitidas pelo Aedes ​aegypti​ ​em Juiz de Fora. A partir da reunião foi definido a criação de uma Sala de Operações que funcionará de segunda a sexta-feira, no auditório da Defesa Civil. Da sala, serão recebidas e direcionadas todas as demandas do município, referentes à dengue e ao vetor.

    Conforme o chefe do Departamento de Prevenção e Atividade Intersetoriais de Defesa Civil, Joaquim Eduardo, será instalado um Sistema de Comando de Operação (SCO), que "organiza a situação, preconiza e define as ações que cada um desempenhará. Estamos em guerra contra o mosquito e vamos determinar as estratégias de combate. ​Já elencamos o que cada órgão tem a oferecer para ajudar a lutar contra o problema e a partir deles funcionará a sala de operações". As ações conjuntas funcionarão até o fim da epidemia.

    Mobilização contra Dengue

    Acontece nesta terça-feira, 23, às 18h, no auditório do Centro de Vigilância em Saúde, o "Encontro Municipal de Mobilização Contra o Aedes". A atividade reunirá diversos representantes da sociedade, com objetivo de mobilizar a população para atuar contra a proliferação do mosquito Aedes aegypti, causador das doenças dengue, zika vírus e chikungunya.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.