• Assinantes
  • Autenticação
  • Só Sabor

    Pães de queijo têm níveis elevados de sódio e gordura transNutricionista alerta que consumo diário dessas substâncias deve ser controlado para evitar hipertensão, AVC e infarto

    Victor Machado
    *Colaboração
    5/9/2011

    O pão de queijo é um alimento prático e rápido para ser preparado em casa e agrada ao gosto de muitos brasileiros. No entanto, o consumo destes produtos congelados deve ser dosado devido à quantidade de sódio e de gordura trans contida neles.

    Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (ProTeste), com nove marcas de pães de queijo, detectou elevados teores das duas substâncias. O teor de sódio nos produtos testados variou de 0,5 g a 0,8 g para cada 100 g.

    Para a nutricionista Soraia Campos, os valores podem ser considerados preocupantes porque a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera como seguro o consumo diário de 2 g desse mineral. No entanto, ela alerta que apenas o pão de queijo não é um problema e que a combinação com outros alimentos é o que faz ultrapassar esse patamar. "As pessoas devem se preocupar em balancear a alimentação ao longo do dia. A recomendação é consumo de 2 g, contando todos os produtos do dia. Esse teor encontrado no pão de queijo é alto por ser pão de queijo. Dificilmente as pessoas comem uma porção acima de 100 g."

    Soraia explica que as pessoas não devem se preocupar com o tempo em que ficam sem consumir pão de queijo ou deixar de consumi-los. O consumo excessivo de sódio pode levar a quadros de hipertensão. "As pessoas que consomem muitos produtos enlatados e molhos prontos correm um sério risco de ter hipertensão arterial. O pão de queijo tem até menos sódio do que caldos de carne e galinha, por exemplo. A soma disso tudo é perigosa. Hoje, o maior problema de saúde no Brasil é a hipertensão e tem que ser controlado." A nutricionista acrescenta ainda que a evolução da doença pode causar acidente vascular cerebral (AVC).

    Gordura trans

    Do total de amostras pesquisadas pela ProTeste, três continham gordura trans. Duas delas chegaram à metade do limite permitido pela OMS para um dia. A orientação da OMS é consumir o mínimo possível ou mesmo não consumir gordura trans. O consumo máximo sugerido é de 2 g/dia.

    Essa gordura aumenta o nível de colesterol ruim (LDL) e diminui o nível de colesterol bom (HDL). A nutricionista explica que o principal problema é que a gordura não é metabolizada e é a mais perigosa. "É muito mais perigosa do que a gordura encontrada em carne. Mas existe em outros produtos além do pão de queijo. Os queijos não possuem gordura trans, possuem gordura saturada, mas vegetal hidrogenada (trans) é adicionada para substituir o óleo porque é mais barata."

    O consumo de gordura trans gera a formação de heterônoma que entopem as veias. Depois de entupir as veias ela pode provocar infarto. "Novamente entra a questão do consumo balanceado. A gordura trans é encontrada em diversos produtos industrializados. A população deve ter cuidado com consumo diário total dessas substâncias."

    Quantidade de sal e gordura trans nas marcas de pão de queijo

    imagem da tabela

    *Victor Machado é estudante do 8º período de Comunicação Social da Faculdade Estácio de Sá

    Os textos são revisados por Thaísa Hosken

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.