• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia

    Especialistas opinam sobre aplicativos que prometem ajudar a atingir objetivos físicos pré-determinados

    Na área da saúde, são várias as opções. Usuário deve tomar cuidado ao seguir orientações

    Lucas Soares
    Repórter
    24/01/2014
    Coração

    O constante crescimento dos aplicativos para dispositivos móveis trazem todo o tipo de informação para os usuários de smartphones. Se antes o aparelho celular era usado basicamente para realizar ligações e enviar mensagens, hoje os apps entraram de vez e fornecem todo o tipo de informação, principalmente na saúde.

    O mercado de aplicativos nessa área chama atenção. De acordo com o fundador da E-Dialog, agência especializada em Comunicação Digital, Renan Caixeiro, o mercado, como um todo, de aplicativos está em plena ascensão. "A Apple bate recordes todos os anos em vendas de apps e a cada dia surgem novos investimentos na área. Ainda estamos longe de ver o potencial máximo do mobile explorado, é um campo que tem tudo para dominar nos próximos anos", acredita.

    Educação física

    Sucesso entre os corredores, o Nike Running traça o desempenho do usuário em corridas e caminhadas, além de fornecer um mapa com detalhes de velocidade, distância percorrida e ritmo. Para o educador físico Vinícius Novaes, o aplicativo veio para ajudar. "Considero o Nike Running um aplicativo interessante como ferramenta de assistência à treinos de corrida pela função GPS, memórias de treinos e integração com redes sociais que compartilham desafios e vitórias pessoais, assim motivando a prática de exercícios físicos regulares. Ele monitoriza o tempo do exercício, distancia percorrida, percurso, tempo e distancia total dos treinos. Esses dados são importantes para o profissional que prescreveu o treino tenha o feedback do seu cliente e possa reestruturar e progredir as orientações", opina.

    Ainda na área de educação física, o aplicativo 7MinuteWorkout também figura entre os mais baixados. No entanto, seu uso é desaconselhado por Vinícius. "Não me apresentou confiabilidade e segurança na utilização como ferramenta de auxílio na prática de exercícios físicos. Sua função é de montar uma série de alta intensidade para se realizar em 7 minutos, para pessoas que não tem muito tempo para realizar sua prática de exercícios diários. Porém, a prescrição como volume e intensidade devem ser feitas por um profissional de educação física, pois ela deve ser individualizada após avaliação do perfil antropométrico do indivíduo, levando em consideração diversas variáveis como história de doenças, risco cardiovascular, história pregressa, entre outras. Ele não é indicado como forma de assistência do exercício físico, apesar de sua descrição relatar que seu programa foi baseado em um estudo científico, sem referencia do mesmo, ele se torna perigoso e coloca em risco a saúde do usuário", explica.

    Corrida Nutrição

    Nutrição

    No campo da nutrição também são vários os aplicativos para fornecer planos alimentares para os usuários, lembretes de beber água, de que chegou a hora de ingerir determinada quantidade de calorias, entre outras várias funções. Sexto aplicativo pago mais baixado da Apple Store em 24 de janeiro de 2013, o Beba Água, custa 0,99 dólares e sua única função é ativar um alarme, dentro de um determinado período, lembrando ao usuário que está na hora de consumir 150 ml do líquido. Para as nutricionistas Layla Pires e Silmara Pereira, são necessários cuidados na utilização. "O aplicativo Beba Água pode ser uma medida benéfica, uma vez que auxilia os pacientes a beberem água durante o dia. Porém, vale lembrar que algumas patologias possuem restrição hídrica", relatam.

    Já o aplicativo Minha Dieta, que cria planos alimentares para o usuário, é um dos mais baixados no ramo da nutrição. Estes tipos são fortemente criticados pelas profissionais. "Embora apresentem diferentes recursos, eles não são capazes de avaliar o indivíduo como um todo e perceber suas reais necessidades. A nutrição, por ser caracterizada como uma ciência complexa, envolve diferentes aspectos e interações", avisam.

    Por isso, elas avisam sobre a necessidade de se consultar um nutricionista, caso o usuário sinta necessidade de perder ou ganhar peso. "O profissional nutricionista torna-se extremamente importante na avaliação, diagnóstico, tratamento e acompanhamento do paciente por meio da construção de uma relação e de um vínculo profissional-paciente. O processo de reeducação alimentar é compreendido por uma mudança de comportamento que exige tempo, informações e subsídios para que aconteça, sendo na maioria das vezes um processo à longo prazo e individualizado", concluem.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.