Carnaval das Cidades Históricas tem orçamento estimado em
R$ 5 milhõesSão João del-Rei, Tiradentes, Mariana, Ouro Preto, Diamantina e Sabará buscam patrocínio para bancar a festa. Projeto está aprovado em lei de incentivo

Clecius Campos
Repórter
28/1/2011
Foto de Mariana no Carnaval

O Carnaval das Cidades Históricas, realizado por meio da parceria entre os municípios de São João del-Rei, Tiradentes, Mariana, Ouro Preto, Diamantina e Sabará, tem orçamento estimado em R$ 5 milhões. De acordo com o secretário de Cultura e Turismo de São João del-Rei, Ralph Justino, Tiradentes deverá investir R$ 150 mil, São João del-Rei e Mariana, R$ 600 mil cada cidade, enquanto Ouro Preto, Sabará e Diamantina devem ter gastos superiores a R$ 1 milhão para cada município. Tradicionalmente, as administrações municipais costumam fazer investimentos a partir dos próprios tesouros, mas, este ano, as cidades buscam patrocínios para bancar a festa.

Justino diz como estão os esforços para garantir a Festa de Momo nas cidades tombadas pelo patrimônio histórico nacional. "Por enquanto, os recursos que temos são os mesmos: as verbas dos próprios municípios. Estamos em contato frequente com a Secretaria de Estado de Turismo, pois temos o interesse de repetir o convênio firmado no ano passado, quando houve repasse de R$ 20 mil para cada cidade, somando R$ 120 mil. O valor é pouco, diante de tudo que queremos realizar, mas já é um apoio importante."

Justino afirma que as secretarias municipais de cultura e turismo das cidades estão próximas de captar dois patrocinadores para os eventos. "Na próxima semana, estaremos reunidos com esses empresários, que já se mostraram interessados. Estamos com esperança de conseguir mais recursos." Outra boa notícia é que o projeto foi aprovado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, que permite a captação de até R$ 300 mil, junto às empresas públicas ou à iniciativa privada. "Também já estamos buscando esse patrocínio, aproximando-nos de empresas estatais", afirma Justino.

A fim de atrair os patrocinadores, as cidades definiram, na manhã desta sexta-feira, 28 de janeiro, em uma reunião ocorrida em Belo Horizonte, que vão utilizar a mesma programação visual do projeto. As marcas dos carnavais poderão ser iguais ou ter traços de similaridades, a fim de possibilitar identificação com o projeto. "A parte visual vai ficar mais harmoniosa, o que é importante no momento de captar os patrocinadores. Demoramos a chegar em um ponto de acordo, mas agora as cidades estão com o mesmo pensamento. Vai estar tudo pronto até o lançamento do Carnaval das Cidades Históricas."

A intenção é lançar o projeto com uma festa, em praça pública, na capital mineira. Ainda não há data definida, a ideia é que a abertura ocorra até a segunda semana de fevereiro. Cada cidade deve manter suas festas nos formatos que as consagraram. "O que queremos é divertir as pessoas e trazer mais turistas, com mais conforto e mais segurança. O orçamento é alto, pois pensamos em investir em toda a infraestrutura necessária para que o turista goste e volte no ano seguinte."

Carnaval do tricentenário

Foto do carnaval de Ouro PretoA cidade de Ouro Preto já anuncia sua Festa de Momo, aliando o Carnaval às comemorações dos três séculos da municipalidade e da cidadania ouro-pretana em 2011. O município comemora ainda 300 anos da criação da Câmara de Ouro Preto e 313 anos de sua fundação. A cidade é destaque nos desfiles de Escolas de Samba, nas dezenas de blocos caricatos, nos bailes em praças públicas e nas bandas de marchinhas e frevos. Tão histórico quanto à própria cidade, o bloco Clube dos Lacaios promete manter a tradição e garantir o título do mais antigo bloco carnavalesco em atividade do Brasil. O grupo foi fundado em 1867 por empregados do Palácio dos Governadores da Província de Minas Gerais.

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.