Jogador de v?lei juizforano embarca para a Su??a Apesar de n?o ter o v?lei como objetivo de vida, V?tor Faure Cabreira jogou seis anos em S?o Paulo e agora parte para carreira internacional

Priscila Magalh?es
Rep?rter
29/07/2008

O jogador de v?lei V?tor Faure Cabreira, que completa 22 anos em setembro, parte para a Su??a no dia 24 de agosto. Ele est? nas quadras h? 14 anos, tempo em que adquiriu experi?ncia nas quadras de Juiz de Fora, onde nasceu, e do interior de S?o Paulo.

Durante seis anos, o jogador defendeu os times do Banespa e do Santo Andr?. Ele saiu de Juiz de Fora em 2001, ap?s defender Minas Gerais no Campeonato Brasileiro de Sele?es, em Recife, onde conheceu seu futuro t?cnico, que treinava o Banespa.

Apesar de ter nascido e crescido em Juiz de Fora, V?tor s? veio representar a cidade neste ano, nos Jogos do Interior de Minas (Jimi). Atrav?s de um amigo que joga no time de v?lei da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), V?tor foi apresentado ao t?cnico do time. "Ent?o fiquei fazendo a pr?-temporada aqui at? que eu voltasse ?s minhas atividades", conta. Pela Universidade, ele disputou o Campeonato Mineiro Adulto.

A procura pelo mercado no exterior veio da vontade de mudar, por isso o jogador abra?ou a oportunidade de ir para a Su??a, onde vai passar sete meses. "Quis mudar o foco da minha carreira, ent?o procurei o mercado internacional".

Essa busca tamb?m ? vista como uma motiva??o para continuar jogando. Mas a id?ia n?o ? s? adquirir experi?ncia nas quadras. V?tor vai para a Europa treinar e, ao mesmo tempo, colocar em pr?tica um antigo sonho. "Sempre quis fazer interc?mbio. N?o quero viver l?, mas experimentar".

Foto de jogo de v?lei Ele tamb?m n?o v? a mudan?a como uma oportunidade para fazer carreira em grandes times do pa?s. "O n?vel do v?lei l? n?o ? t?o alto como no Brasil, mas n?o estou preocupado com isso. A experi?ncia vai ser boa".

A falta de preocupa??o se deve ao fato de n?o sonhar em fazer parte da sele??o que o motivou a praticar o esporte. N?o por achar dif?cil, mas por considerar que a renova??o ? muito lenta. "N?o daria tempo pra eu colocar meus outros planos em pr?tica", diz.

Assim como V?tor n?o quer se fixar fora do Brasil, ele tamb?m n?o pretende viver s? do v?lei, por isso, quer dividir a paix?o pelo esporte com os estudos na UFJF. Desde pequeno quer passar no vestibular e estudar na Universidade. "Mas como as coisas nem sempre acontecem do jeito que queremos, terminei o ensino m?dio e estou h? tr?s anos sem estudar" , conta.

Foto de jogo de v?lei O curso escolhido ? o de Economia, mas s? aos 28 anos de idade. Por enquanto, quer se dedicar ao v?lei, para aproveitar o condicionamento f?sico que ainda tem. "Vou reduzir meu tempo no v?lei para me dedicar aos estudos. ? bom que entro mais maduro na faculdade".

Por isso, torce para que o time da UFJF cres?a. "A? posso estudar e jogar pela Universidade". Para ele, estudar ? uma forma de evolu??o. "Se eu viver s? do v?lei, minhas conversas v?o acabar ficando para tr?s, pois no alto n?vel n?o h? como conciliar".

Al?m disso, ele v? que o esporte praticado no alto rendimento n?o ? ben?fico para a sa?de, apesar de citar as vantagens do v?lei como sendo um esporte inteligente, dif?cil e altamente coletivo. "Acho que, a longo prazo, n?o faz bem saltar e bater na bola do mesmo jeito v?rias vezes ao dia, todos os dias".

Falta de investimento em JF

V?tor critica a falta de investimentos no esporte em Juiz de Fora, principalmente a falta de espa?os p?blico para a pr?tica. "Nos clubes, geralmente encontramos boa estrutura". Entretanto, ele diz que os empres?rios deveriam investir mais na forma??o de equipes para competi??o. "O investimento ? alto, mas h? retorno".

Segundo ele, a cidade tem um perfil ideal para disputar competi?es de v?lei, por ser de m?dio porte e ter uma torcida apaixonada pelo esporte. "Por falta de investimento, os profissionais da ?rea acabam se cansando e passam somente ? educa??o, se conformando com o rendimento at? as categorias de base, somente".