Quinta-feira, 28 de junho de 2012, atualizada às 19h

Sinpro-JF entrega documento ao presidente da Câmara solicitando apoio nas negociações salariais

Jorge Júnior
Repórter
manifestacao

Após instaurar ação de improbidade administrativa contra prefeito de Juiz de Fora, Custódio Mattos, no último dia 12 de junho, o Sindicato dos Professores de Juiz de Fora (Sinpro-JF) entregou um documento na Câmara Municipal, solicitando que o presidente, vereador Carlos Bonifácio (Pastor Carlos - PRB) exerça o poder de fiscalização com relação ao Executivo. O ato ocorreu na tarde desta quinta-feira, 28 de junho, logo depois de uma assembleia que a categoria realizou pelas ruas centrais.

"A prefeitura se nega a negociar com o sindicato, além de descumprir a lei do Piso Salarial Nacional, que é de 2008. Com isso, o prefeito está impedindo uma negociação entre as partes", aponta o presidente do Sinpro-JF, Flávio Bitarello.

Ainda de acordo com Bitarello, no último dia 15, o Sinpro enviou um outro documento para a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), mas nada foi feito. "Não tivemos resposta. Nenhum ponto da pauta foi acordado. A Prefeitura está intransigente e desrespeitosa com a educação e com o sindicato, agindo de forma autoritária."

Os textos são revisados por Mariana Benicá

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.