Juiz de Fora - MG

Terça-feira, 29 de setembro de 2015, atualizada às 11h28

Jogadores do Tupi são ameaçados de morte após terceira derrota seguida

Os jogadores do Tupi registraram boletim de ocorrência na tarde da última segunda-feira, 28 de setembro, pelas ameaças de morte que sofreram através de telefones particulares no domingo, 27, logo após a derrota para o Brasil de Pelotas 2 a 0, em Juiz de Fora. Apesar de ter sido a terceira derrota seguida da equipe na Série C do Brasileirão, o Carijó se classificou para a fase eliminatória.

Segundo a nota divulgada pelo clube, "algumas pessoas que se dizem torcedores do Carijó" exigem o acesso à Série B do Brasileiro. Um grupo de jogadores foi até a delegacia, acompanhados do vice-presidente do Conselho Gestor do clube, Cloves Santos, para registrar ocorrência. O caso será investigado pela Polícia Civil.

A CBF confirmou a data das partidas decisivas contra o ASA-AL. O primeiro jogo será neste sábado, 3 de outubro, às 19h em Juiz de Fora. A volta será no dia 19, segunda-feira, às 20h30, em Alagoas.

Confira a nota na íntegra.

"Os atletas do Tupi Football Club vem a público repudiar atitudes tomadas por algumas pessoas que se dizem torcedores do Carijó. Após a partida do último domingo (27), através de seus telefones particulares, jogadores do Alvinegro de Santa Terezinha receberam ameaças de morte em caso de insucesso na busca pelo acesso à Série B do Brasileiro.

Diante da gravidade das ameaças, os atletas foram orientados a registrarem boletim de ocorrência para que o fato seja investigado. Isso foi feito na noite desta segunda-feira (28), quando o vice-presidente do Conselho Gestor, Cloves Santos, acompanhou um grupo de jogadores até um posto policial.

O assunto a partir da manhã desta terça-feira (29) estará entregue ao departamento jurídico do Tupi para que as providências cabíveis sejam tomadas. Os atletas não se pronunciarão sobre as ameaças, visto que agora a investigação para que os responsáveis por atos de tamanha gravidade sejam devidamente punidos cabe as autoridades competentes.

O foco de nossos guerreiros está voltado única e exclusivamente para a conquista da vaga na Série B do Brasileiro em 2016, cuja disputa com o Asa de Arapiraca começa no próximo dia 3 de outubro. Nossos atletas estão comprometidos em realizar esse sonho para o Tupi. Atitudes beligerantes de torcedores inconsequentes não contribuem em nada para que o clube conquiste o tão almejado acesso.

O grupo convoca os verdadeiros alvinegros de coração a coibirem tais atos e a, como sempre, estarem de corpo e alma ao nosso lado na partida de ida contra os alagoanos, no Estádio Municipal. Futebol é, antes de tudo, diversão e alegria, e de forma nenhuma pode estar atrelado à violência seja física ou psicológica. Nossos atletas são trabalhadores da bola, têm famílias e se dedicam todos os dias para darem alegrias ao nosso torcedor. Por isso, merecem respeito e apoio sempre. Afinal, somos todos carijós!"

Com informações do Tupi Fc.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.