Matheus Brum Matheus Brum 20/04/2015

A felicidade de Rubinho

rubinhoÉ meus amigos, no Campeonato Carioca, o "mal" venceu o "bem"! Antes que algum de vocês possam falar que estou com "recalque" pela derrota do Flamengo, vamos fazer uma análise rápida das semi-finais.

Fluminense vs Botafogo: O "Glorioso" começou avassalador, com uma marcação no campo de ataque, não permitindo que o tricolor conseguisse trocar passes. Com a falta de um pivô na frente, eram necessários toques rápidos para livrar da marcação, o que foi bem anulado pela equipe do técnico René Simões. Não foi a toa que o Fogão abriu dois a zero, sendo senhor da partida. O Fluminense, em um pênalti bem marcado, conseguiu diminuir o marcador ainda no primeiro tempo. O segundo tempo foi outro jogo! O time da Estrela Solitária sentiu o desgaste físico da maratona de jogos e vários jogadores começaram a se "arrastar" em campo. Do outro lado, o Fluminense, mais inteiro não conseguiu ter a objetividade para fazer o segundo gol e matar a partida, muito por conta dos jovens jogadores, que sentiram a pressão da decisão. Nos pênaltis, o Botafogo se deu bem e "carimbou" a vaga na finalíssima.

Flamengo vs Vasco: De novo o Cruz-maltino foi melhor na partida. Incrível como o Flamengo não encontra um padrão de jogo contra os grandes times. Uma equipe sem o mínimo de organização e entrosamento, mesmo sendo considerada por muitos, assim como esse que vos fala, a melhor equipe do Rio de Janeiro. Um jogo marcado por polêmicas. Primeiro, não foi marcado um pênalti a favor do Rubro-Negro em cima do Pará. Logo depois, em uma jogada normal, o árbitro Rodrigo Nunes de Sá, marca pênalti de Wallace em Serginho. Não vou reclamar para ninguém falar de "chororô", mas acho que o lance é emblemático para provar que não há um favorecimento para o Flamengo. Para aqueles que acreditam que a arbitragem não é honesta, aconselho desistirem de assistir futebol, já que sempre vão reclamar da idoneidade do árbitro. De qualquer forma, o Vasco foi melhor nos cento e oitenta minutos e mereceu a classificação.

Quando digo que o Rubens Lopes deve ter tido um "orgasmo" pela classificação dos dois alvinegros, não é insinuando que houve um favorecimento a Vasco e Botafogo, mas sim afirmando que um dos grandes clubes que ficaram do lado da Fferj, vai levantar o lindo troféu de Campeão Carioca, que nesse ano será banhado a ouro. Não podemos achar que esse resultado muda de forma alguma a situação do campeonato como um todo. Foi um campeonato fraco, em que o nível técnico foi fraquíssimo e que a briga de Fla e Flu são importantes para a melhoria do futebol carioca e brasileiro. Os resultados não colocam de forma alguma o projeto da dupla para baixo do tapete, nem faz das diretorias de Vasco e Botafogo as melhores do país, porque não são. De qualquer forma, Rubens Lopes não vai ter o desprazer de ter que entregar a taça paraPeter Siemsen ou Eduardo Bandeira de Melo.

Outros destaques

1º - Feliz pela classificação da Caldense à final do Mineiro. Uma campanha impecável sob o comando do Léo Condé. Pode ser campeã sem perder nenhuma partida no estadual. Passou tranquila pelo Tombense jogando dentro de casa. Do outro lado, vai encarar um Atlético que venceu seu maior rival, jogando fora de casa. Não tem como fazer um prognóstico da primeira partida da final, uma vez que tudo depende de como o Galo vai se comportar na quarta-feira pela Libertadores, já que vai ter o "jogo da vida" na competição, contra o Colo Colo. A primeira partida vai ter o mando da Caldense, mas por conta do regulamento, a Veterana não deve poder mandar o jogo em Poços de Caldas. Infelizmente, as "maracutaias" das Federações sempre beneficiam as grandes equipes.

2º - Em São Paulo, as equipes que disputam a Libertadores estão eliminadas. Palmeiras se impôs e conseguiu um importante resultado na Arena Corinthians. Foi um momento de júbilo para os palmeirenses, ao conseguir seu primeiro resultado positivo na nova casa do rival. Já na Vila Belmiro, o Santos pôs fim a recuperação do São Paulo e, jogando um futebol envolvente, conseguiu vencer fácil. Os dois derrotados se enfrentam na quarta feira pela Libertadores, em um jogo de vida ou morte para o tricolor do Morumbi.

3º - No Bahrein, nenhuma surpresa. De ponta a ponta, Lewis Hamilton conseguiu a sua terceira vitória no campeonato. A superioridade do motor Mercedes, frente ao motor Ferrari é incrível. Se os técnicos de Maranello não conseguirem melhorar seus compostos, vai ser difícil para a scuderia italiana parar as "flechas de prata". Outro detalhe importante é o azar de Felipe Massa. Depois de um bom final de semana, o carro "morreu" na volta de apresentação e ele teve que largar dos boxes, em último lugar. Tentou uma corrida de recuperação, mas só acabou em décimo, conseguindo apenas um ponto. Já o outro Felipe, o Nasr, fez uma corrida normal para a sua Sauber e terminou em décimo terceiro, uma posição atrás da que largou. A Fórmula 1 agora vai para casa, vai para a Europa, mais precisamente para a Espanha, no Circuito da Catalunha, daqui a três semanas.


Matheus Brum nascido e criado em Juiz de Fora, jornalista em formação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, e desde criança, apaixonado pelo Flamengo e por esportes. Atualmente é escritor do blog "Entre Ternos e Chuteiras", estagiário da Rádio CBN Juiz de Fora e editor e apresentador do programa Mosaico.é nascido e criado em Juiz de Fora.

Matheus Brum Matheus Brum 20/04/2015

A felicidade de Rubinho

rubinhoÉ meus amigos, no Campeonato Carioca, o "mal" venceu o "bem"! Antes que algum de vocês possam falar que estou com "recalque" pela derrota do Flamengo, vamos fazer uma análise rápida das semi-finais.

Fluminense vs Botafogo: O "Glorioso" começou avassalador, com uma marcação no campo de ataque, não permitindo que o tricolor conseguisse trocar passes. Com a falta de um pivô na frente, eram necessários toques rápidos para livrar da marcação, o que foi bem anulado pela equipe do técnico René Simões. Não foi a toa que o Fogão abriu dois a zero, sendo senhor da partida. O Fluminense, em um pênalti bem marcado, conseguiu diminuir o marcador ainda no primeiro tempo. O segundo tempo foi outro jogo! O time da Estrela Solitária sentiu o desgaste físico da maratona de jogos e vários jogadores começaram a se "arrastar" em campo. Do outro lado, o Fluminense, mais inteiro não conseguiu ter a objetividade para fazer o segundo gol e matar a partida, muito por conta dos jovens jogadores, que sentiram a pressão da decisão. Nos pênaltis, o Botafogo se deu bem e "carimbou" a vaga na finalíssima.

Flamengo vs Vasco: De novo o Cruz-maltino foi melhor na partida. Incrível como o Flamengo não encontra um padrão de jogo contra os grandes times. Uma equipe sem o mínimo de organização e entrosamento, mesmo sendo considerada por muitos, assim como esse que vos fala, a melhor equipe do Rio de Janeiro. Um jogo marcado por polêmicas. Primeiro, não foi marcado um pênalti a favor do Rubro-Negro em cima do Pará. Logo depois, em uma jogada normal, o árbitro Rodrigo Nunes de Sá, marca pênalti de Wallace em Serginho. Não vou reclamar para ninguém falar de "chororô", mas acho que o lance é emblemático para provar que não há um favorecimento para o Flamengo. Para aqueles que acreditam que a arbitragem não é honesta, aconselho desistirem de assistir futebol, já que sempre vão reclamar da idoneidade do árbitro. De qualquer forma, o Vasco foi melhor nos cento e oitenta minutos e mereceu a classificação.

Quando digo que o Rubens Lopes deve ter tido um "orgasmo" pela classificação dos dois alvinegros, não é insinuando que houve um favorecimento a Vasco e Botafogo, mas sim afirmando que um dos grandes clubes que ficaram do lado da Fferj, vai levantar o lindo troféu de Campeão Carioca, que nesse ano será banhado a ouro. Não podemos achar que esse resultado muda de forma alguma a situação do campeonato como um todo. Foi um campeonato fraco, em que o nível técnico foi fraquíssimo e que a briga de Fla e Flu são importantes para a melhoria do futebol carioca e brasileiro. Os resultados não colocam de forma alguma o projeto da dupla para baixo do tapete, nem faz das diretorias de Vasco e Botafogo as melhores do país, porque não são. De qualquer forma, Rubens Lopes não vai ter o desprazer de ter que entregar a taça paraPeter Siemsen ou Eduardo Bandeira de Melo.

Outros destaques

1º - Feliz pela classificação da Caldense à final do Mineiro. Uma campanha impecável sob o comando do Léo Condé. Pode ser campeã sem perder nenhuma partida no estadual. Passou tranquila pelo Tombense jogando dentro de casa. Do outro lado, vai encarar um Atlético que venceu seu maior rival, jogando fora de casa. Não tem como fazer um prognóstico da primeira partida da final, uma vez que tudo depende de como o Galo vai se comportar na quarta-feira pela Libertadores, já que vai ter o "jogo da vida" na competição, contra o Colo Colo. A primeira partida vai ter o mando da Caldense, mas por conta do regulamento, a Veterana não deve poder mandar o jogo em Poços de Caldas. Infelizmente, as "maracutaias" das Federações sempre beneficiam as grandes equipes.

2º - Em São Paulo, as equipes que disputam a Libertadores estão eliminadas. Palmeiras se impôs e conseguiu um importante resultado na Arena Corinthians. Foi um momento de júbilo para os palmeirenses, ao conseguir seu primeiro resultado positivo na nova casa do rival. Já na Vila Belmiro, o Santos pôs fim a recuperação do São Paulo e, jogando um futebol envolvente, conseguiu vencer fácil. Os dois derrotados se enfrentam na quarta feira pela Libertadores, em um jogo de vida ou morte para o tricolor do Morumbi.

3º - No Bahrein, nenhuma surpresa. De ponta a ponta, Lewis Hamilton conseguiu a sua terceira vitória no campeonato. A superioridade do motor Mercedes, frente ao motor Ferrari é incrível. Se os técnicos de Maranello não conseguirem melhorar seus compostos, vai ser difícil para a scuderia italiana parar as "flechas de prata". Outro detalhe importante é o azar de Felipe Massa. Depois de um bom final de semana, o carro "morreu" na volta de apresentação e ele teve que largar dos boxes, em último lugar. Tentou uma corrida de recuperação, mas só acabou em décimo, conseguindo apenas um ponto. Já o outro Felipe, o Nasr, fez uma corrida normal para a sua Sauber e terminou em décimo terceiro, uma posição atrás da que largou. A Fórmula 1 agora vai para casa, vai para a Europa, mais precisamente para a Espanha, no Circuito da Catalunha, daqui a três semanas.


Matheus Brum nascido e criado em Juiz de Fora, jornalista em formação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, e desde criança, apaixonado pelo Flamengo e por esportes. Atualmente é escritor do blog "Entre Ternos e Chuteiras", estagiário da Rádio CBN Juiz de Fora e editor e apresentador do programa Mosaico.é nascido e criado em Juiz de Fora.

-
Matheus Brum Matheus Brum 20/04/2015

A felicidade de Rubinho

rubinhoÉ meus amigos, no Campeonato Carioca, o "mal" venceu o "bem"! Antes que algum de vocês possam falar que estou com "recalque" pela derrota do Flamengo, vamos fazer uma análise rápida das semi-finais.

Fluminense vs Botafogo: O "Glorioso" começou avassalador, com uma marcação no campo de ataque, não permitindo que o tricolor conseguisse trocar passes. Com a falta de um pivô na frente, eram necessários toques rápidos para livrar da marcação, o que foi bem anulado pela equipe do técnico René Simões. Não foi a toa que o Fogão abriu dois a zero, sendo senhor da partida. O Fluminense, em um pênalti bem marcado, conseguiu diminuir o marcador ainda no primeiro tempo. O segundo tempo foi outro jogo! O time da Estrela Solitária sentiu o desgaste físico da maratona de jogos e vários jogadores começaram a se "arrastar" em campo. Do outro lado, o Fluminense, mais inteiro não conseguiu ter a objetividade para fazer o segundo gol e matar a partida, muito por conta dos jovens jogadores, que sentiram a pressão da decisão. Nos pênaltis, o Botafogo se deu bem e "carimbou" a vaga na finalíssima.

Flamengo vs Vasco: De novo o Cruz-maltino foi melhor na partida. Incrível como o Flamengo não encontra um padrão de jogo contra os grandes times. Uma equipe sem o mínimo de organização e entrosamento, mesmo sendo considerada por muitos, assim como esse que vos fala, a melhor equipe do Rio de Janeiro. Um jogo marcado por polêmicas. Primeiro, não foi marcado um pênalti a favor do Rubro-Negro em cima do Pará. Logo depois, em uma jogada normal, o árbitro Rodrigo Nunes de Sá, marca pênalti de Wallace em Serginho. Não vou reclamar para ninguém falar de "chororô", mas acho que o lance é emblemático para provar que não há um favorecimento para o Flamengo. Para aqueles que acreditam que a arbitragem não é honesta, aconselho desistirem de assistir futebol, já que sempre vão reclamar da idoneidade do árbitro. De qualquer forma, o Vasco foi melhor nos cento e oitenta minutos e mereceu a classificação.

Quando digo que o Rubens Lopes deve ter tido um "orgasmo" pela classificação dos dois alvinegros, não é insinuando que houve um favorecimento a Vasco e Botafogo, mas sim afirmando que um dos grandes clubes que ficaram do lado da Fferj, vai levantar o lindo troféu de Campeão Carioca, que nesse ano será banhado a ouro. Não podemos achar que esse resultado muda de forma alguma a situação do campeonato como um todo. Foi um campeonato fraco, em que o nível técnico foi fraquíssimo e que a briga de Fla e Flu são importantes para a melhoria do futebol carioca e brasileiro. Os resultados não colocam de forma alguma o projeto da dupla para baixo do tapete, nem faz das diretorias de Vasco e Botafogo as melhores do país, porque não são. De qualquer forma, Rubens Lopes não vai ter o desprazer de ter que entregar a taça paraPeter Siemsen ou Eduardo Bandeira de Melo.

Outros destaques

1º - Feliz pela classificação da Caldense à final do Mineiro. Uma campanha impecável sob o comando do Léo Condé. Pode ser campeã sem perder nenhuma partida no estadual. Passou tranquila pelo Tombense jogando dentro de casa. Do outro lado, vai encarar um Atlético que venceu seu maior rival, jogando fora de casa. Não tem como fazer um prognóstico da primeira partida da final, uma vez que tudo depende de como o Galo vai se comportar na quarta-feira pela Libertadores, já que vai ter o "jogo da vida" na competição, contra o Colo Colo. A primeira partida vai ter o mando da Caldense, mas por conta do regulamento, a Veterana não deve poder mandar o jogo em Poços de Caldas. Infelizmente, as "maracutaias" das Federações sempre beneficiam as grandes equipes.

2º - Em São Paulo, as equipes que disputam a Libertadores estão eliminadas. Palmeiras se impôs e conseguiu um importante resultado na Arena Corinthians. Foi um momento de júbilo para os palmeirenses, ao conseguir seu primeiro resultado positivo na nova casa do rival. Já na Vila Belmiro, o Santos pôs fim a recuperação do São Paulo e, jogando um futebol envolvente, conseguiu vencer fácil. Os dois derrotados se enfrentam na quarta feira pela Libertadores, em um jogo de vida ou morte para o tricolor do Morumbi.

3º - No Bahrein, nenhuma surpresa. De ponta a ponta, Lewis Hamilton conseguiu a sua terceira vitória no campeonato. A superioridade do motor Mercedes, frente ao motor Ferrari é incrível. Se os técnicos de Maranello não conseguirem melhorar seus compostos, vai ser difícil para a scuderia italiana parar as "flechas de prata". Outro detalhe importante é o azar de Felipe Massa. Depois de um bom final de semana, o carro "morreu" na volta de apresentação e ele teve que largar dos boxes, em último lugar. Tentou uma corrida de recuperação, mas só acabou em décimo, conseguindo apenas um ponto. Já o outro Felipe, o Nasr, fez uma corrida normal para a sua Sauber e terminou em décimo terceiro, uma posição atrás da que largou. A Fórmula 1 agora vai para casa, vai para a Europa, mais precisamente para a Espanha, no Circuito da Catalunha, daqui a três semanas.


Matheus Brum nascido e criado em Juiz de Fora, jornalista em formação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, e desde criança, apaixonado pelo Flamengo e por esportes. Atualmente é escritor do blog "Entre Ternos e Chuteiras", estagiário da Rádio CBN Juiz de Fora e editor e apresentador do programa Mosaico.é nascido e criado em Juiz de Fora.