Matheus Brum Matheus Brum 26/10/2015

A ressaca Carijó

tupiNa véspera do jogo contra o Londrina, o atacante Felipe Augusto declarou que os jogadores iriam entrar em campo "com aquela ressaca da comemoração do acesso, mas com ambição". E essa foi justamente a tônica da partida do último sábado, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. O time Carijó até tentou, mas faltou "aquele algo a mais" para poder sair com vantagem na partida de ida das semifinais da Série C.

Um dos motivos para a falta de inspiração da equipe foi o pouco tempo entre uma peleja e outra. Jogar na segunda a noite e ter que encarar uma viagem de 12 horas até Juiz de Fora, pesou bastante nesse final de semana. Além dessa questão, considero que o sentimento existente na declaração citada no primeiro parágrafo, expressa realmente o estado de espírito dos jogadores na partida contra o Londrina.

Que o principal objetivo da temporada foi concluído, isso não há dúvida. Mas o campeonato segue. Um título, engrandeceria o currículo de cada um dos atletas, além do clube. Na partida, faltou garra, vontade e determinação de sair daqui com um bom resultado. Essa situação me lembra muito a partida contra o Juventude, há dois anos, quando o Tupi conseguiu o segundo acesso à Série C, e na partida de ida das semifinais, perdeu de 4 a 0 para o Juventude no Alfredo Jaconi. Naquela partida, os atletas estavam apáticos, irreconhecíveis. O resultado desse final de semana não foi catastrófico, mas, pelo o que o time jogou nas partidas contra o ASA, fica a sensação de que poderia ter um resultado muito melhor.

Outro ponto negativo a se destacar, foi a torcida. Depois do show feito na Praça Antônio Carlos, da bela recepção aos jogadores na volta de Arapiraca, e de todos os comentários vistos e ouvidos, apenas 3.697 pessoas comparecerem ao Estádio, é no mínimo, estranho. Tudo bem que os ingressos não estavam tão baratos (R$40 a inteira e R$20 a meia), mas só ficar alegando isso para não ir ao Mário Helênio é brincadeira. Infelizmente, o Tupi vive de muitos torcedores "modinha", que postam nas redes sociais várias mensagens de apoio ao time, mas ir ao Estádio, que é bom, nada.

Com esse empate, a classificação para a final, fica ameaçada. O retrospecto do Londrina em casa é muito bom (5 vitórias e 5 empates), e o Tupi sentiu isso, sendo derrotado por 3 a 0 - fora o baile - na partida da fase de grupos. A partida de volta acontece nesse sábado, dia 31, também às 19h30, no Estádio do Café.

Outros destaques

1º - Com a vitória no Grande Prêmio dos Estados Unidos, Lewis Hamilton conquistou seu terceiro título na Fórmula 1, se igualando ao seu ídolo Ayrton Senna. Temporada impecável do inglês. Foi o melhor de "ponta a ponta". Com o melhor carro, soube se impor perante seu companheiro de equipe e não deu chances para nenhum rival.

2º - Sobre o Brasileirão: Vamos esquecer a disputa pelo título, o caneco já é do Corinthians. A hora é de concentrar na disputa da Libertadores e do Rebaixamento, que terão duelos sensacionais até a última rodada.


Matheus Brum nascido e criado em Juiz de Fora, jornalista em formação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, e desde criança, apaixonado pelo Flamengo e por esportes. Atualmente é escritor do blog "Entre Ternos e Chuteiras", estagiário da Rádio CBN Juiz de Fora e editor e apresentador do programa Mosaico é nascido e criado em Juiz de Fora.

Matheus Brum Matheus Brum 26/10/2015

A ressaca Carijó

tupiNa véspera do jogo contra o Londrina, o atacante Felipe Augusto declarou que os jogadores iriam entrar em campo "com aquela ressaca da comemoração do acesso, mas com ambição". E essa foi justamente a tônica da partida do último sábado, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. O time Carijó até tentou, mas faltou "aquele algo a mais" para poder sair com vantagem na partida de ida das semifinais da Série C.

Um dos motivos para a falta de inspiração da equipe foi o pouco tempo entre uma peleja e outra. Jogar na segunda a noite e ter que encarar uma viagem de 12 horas até Juiz de Fora, pesou bastante nesse final de semana. Além dessa questão, considero que o sentimento existente na declaração citada no primeiro parágrafo, expressa realmente o estado de espírito dos jogadores na partida contra o Londrina.

Que o principal objetivo da temporada foi concluído, isso não há dúvida. Mas o campeonato segue. Um título, engrandeceria o currículo de cada um dos atletas, além do clube. Na partida, faltou garra, vontade e determinação de sair daqui com um bom resultado. Essa situação me lembra muito a partida contra o Juventude, há dois anos, quando o Tupi conseguiu o segundo acesso à Série C, e na partida de ida das semifinais, perdeu de 4 a 0 para o Juventude no Alfredo Jaconi. Naquela partida, os atletas estavam apáticos, irreconhecíveis. O resultado desse final de semana não foi catastrófico, mas, pelo o que o time jogou nas partidas contra o ASA, fica a sensação de que poderia ter um resultado muito melhor.

Outro ponto negativo a se destacar, foi a torcida. Depois do show feito na Praça Antônio Carlos, da bela recepção aos jogadores na volta de Arapiraca, e de todos os comentários vistos e ouvidos, apenas 3.697 pessoas comparecerem ao Estádio, é no mínimo, estranho. Tudo bem que os ingressos não estavam tão baratos (R$40 a inteira e R$20 a meia), mas só ficar alegando isso para não ir ao Mário Helênio é brincadeira. Infelizmente, o Tupi vive de muitos torcedores "modinha", que postam nas redes sociais várias mensagens de apoio ao time, mas ir ao Estádio, que é bom, nada.

Com esse empate, a classificação para a final, fica ameaçada. O retrospecto do Londrina em casa é muito bom (5 vitórias e 5 empates), e o Tupi sentiu isso, sendo derrotado por 3 a 0 - fora o baile - na partida da fase de grupos. A partida de volta acontece nesse sábado, dia 31, também às 19h30, no Estádio do Café.

Outros destaques

1º - Com a vitória no Grande Prêmio dos Estados Unidos, Lewis Hamilton conquistou seu terceiro título na Fórmula 1, se igualando ao seu ídolo Ayrton Senna. Temporada impecável do inglês. Foi o melhor de "ponta a ponta". Com o melhor carro, soube se impor perante seu companheiro de equipe e não deu chances para nenhum rival.

2º - Sobre o Brasileirão: Vamos esquecer a disputa pelo título, o caneco já é do Corinthians. A hora é de concentrar na disputa da Libertadores e do Rebaixamento, que terão duelos sensacionais até a última rodada.


Matheus Brum nascido e criado em Juiz de Fora, jornalista em formação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, e desde criança, apaixonado pelo Flamengo e por esportes. Atualmente é escritor do blog "Entre Ternos e Chuteiras", estagiário da Rádio CBN Juiz de Fora e editor e apresentador do programa Mosaico é nascido e criado em Juiz de Fora.

-
Matheus Brum Matheus Brum 26/10/2015

A ressaca Carijó

tupiNa véspera do jogo contra o Londrina, o atacante Felipe Augusto declarou que os jogadores iriam entrar em campo "com aquela ressaca da comemoração do acesso, mas com ambição". E essa foi justamente a tônica da partida do último sábado, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio. O time Carijó até tentou, mas faltou "aquele algo a mais" para poder sair com vantagem na partida de ida das semifinais da Série C.

Um dos motivos para a falta de inspiração da equipe foi o pouco tempo entre uma peleja e outra. Jogar na segunda a noite e ter que encarar uma viagem de 12 horas até Juiz de Fora, pesou bastante nesse final de semana. Além dessa questão, considero que o sentimento existente na declaração citada no primeiro parágrafo, expressa realmente o estado de espírito dos jogadores na partida contra o Londrina.

Que o principal objetivo da temporada foi concluído, isso não há dúvida. Mas o campeonato segue. Um título, engrandeceria o currículo de cada um dos atletas, além do clube. Na partida, faltou garra, vontade e determinação de sair daqui com um bom resultado. Essa situação me lembra muito a partida contra o Juventude, há dois anos, quando o Tupi conseguiu o segundo acesso à Série C, e na partida de ida das semifinais, perdeu de 4 a 0 para o Juventude no Alfredo Jaconi. Naquela partida, os atletas estavam apáticos, irreconhecíveis. O resultado desse final de semana não foi catastrófico, mas, pelo o que o time jogou nas partidas contra o ASA, fica a sensação de que poderia ter um resultado muito melhor.

Outro ponto negativo a se destacar, foi a torcida. Depois do show feito na Praça Antônio Carlos, da bela recepção aos jogadores na volta de Arapiraca, e de todos os comentários vistos e ouvidos, apenas 3.697 pessoas comparecerem ao Estádio, é no mínimo, estranho. Tudo bem que os ingressos não estavam tão baratos (R$40 a inteira e R$20 a meia), mas só ficar alegando isso para não ir ao Mário Helênio é brincadeira. Infelizmente, o Tupi vive de muitos torcedores "modinha", que postam nas redes sociais várias mensagens de apoio ao time, mas ir ao Estádio, que é bom, nada.

Com esse empate, a classificação para a final, fica ameaçada. O retrospecto do Londrina em casa é muito bom (5 vitórias e 5 empates), e o Tupi sentiu isso, sendo derrotado por 3 a 0 - fora o baile - na partida da fase de grupos. A partida de volta acontece nesse sábado, dia 31, também às 19h30, no Estádio do Café.

Outros destaques

1º - Com a vitória no Grande Prêmio dos Estados Unidos, Lewis Hamilton conquistou seu terceiro título na Fórmula 1, se igualando ao seu ídolo Ayrton Senna. Temporada impecável do inglês. Foi o melhor de "ponta a ponta". Com o melhor carro, soube se impor perante seu companheiro de equipe e não deu chances para nenhum rival.

2º - Sobre o Brasileirão: Vamos esquecer a disputa pelo título, o caneco já é do Corinthians. A hora é de concentrar na disputa da Libertadores e do Rebaixamento, que terão duelos sensacionais até a última rodada.


Matheus Brum nascido e criado em Juiz de Fora, jornalista em formação pela Universidade Federal de Juiz de Fora, e desde criança, apaixonado pelo Flamengo e por esportes. Atualmente é escritor do blog "Entre Ternos e Chuteiras", estagiário da Rádio CBN Juiz de Fora e editor e apresentador do programa Mosaico é nascido e criado em Juiz de Fora.