Quinta-feira, 12 de dezembro de 2013, atualizada às 12h06

Lulu para homens já foi baixado mais de 50 mil vezes no Google Play

Clube do Bolinha

O Tubby não passava de uma brincadeira do blog Não Salvo. Mas o Clube do Bolinha não. Enquanto as atenções da mídia e da justiça estavam voltadas para o suposto aplicativo, um grupo de brasileiros de São Paulo desenvolveu um programa real para Android e o lançou na Google Play na última segunda-feira, 9 de dezembro.

Diferentemente do Lulu, que não permite que os homens tenham acesso as próprias informações, o Clube do Bolinha deixa que as mulheres vejam o que os homens estão dizendo delas, como as notas e as hashtags.

O aplicativo também usa o Facebook para ter acesso aos dados, e com isso, as mulheres tem a possibilidade de retirar o perfil do aplicativo. Mas, ao contrário do que o Tubby pretendia, antes de se revelar uma farsa, o Clube do Bolinha é menos ofensivo. As hashtags mais comuns são #MariaGasolina, #Patricinha, #SóFazMiojo, #RainhaDaPista, #AgregaValorAoCamarote e #TopCapaDeRevista. As notas são geradas a partir de perguntas pré-definidas. O aplicativo deve chegar em breve para o iOS, da Apple.

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.