Últimas notícias

Entenda os argumentos por trás da privatização da Sabesp

A aprovação do projeto de lei da privatização da Sabesp marca uma vitória para o governo de Tarcísio de Freitas (Republicanos), mas está longe de simbolizar o fim do debate sobre a desestatização da maior companhia de saneamento do país.O resultado da votação na Assembleia Legislativa de São Paulo mostra que o governo conquistou mais apoio que antecipava.

Irã usa abuso sexual para reprimir mulheres, inclusive menores de idade, diz ONG

Agentes de segurança ligados ao regime do Irã teriam abusado sexualmente e estuprado mulheres e homens, alguns deles menores de 18 anos, envolvidos nos protestos que em 2022 tomaram o país com o lema "Mulheres, Vida, Liberdade", segundo um relatório divulgado nesta quarta-feira (6) pela ONG Anistia Internacional.A organização entrevistou 45 pessoas detidas pelos agentes, que são descritas como sobreviventes.

Goiás vence América-MG sob protesto em duelo de rebaixados no Brasileirão

Em duelo de rebaixados, pela abertura da última rodada do Campeonato Brasileiro, o Goiás venceu o América-MG por 1 a 0, nesta quarta-feira (6), mas não escapou das vaias e protestos de sua torcida no estádio da Serrinha.O único gol da partida foi marcado por Luis Oyama, garantindo um triunfo ao Goiás depois de cinco jogos seguidos com derrota.

Entenda em 5 pontos o projeto de privatização da Sabesp aprovado hoje

Na noite desta quarta-feira (6), o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), conquistou uma de suas maiores vitórias na Assembleia Legislativa de São Paulo com a aprovação do projeto de lei que autoriza a desestatização da Sabesp.Foram menos de 50 dias entre o envio da proposta, em 17 de outubro, e a votação em plenário.

BNDES: infraestrutura sustentável e mudança climática terão R$ 8,5 bi

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) terá US$ 1,7 bilhão, o equivalente a cerca de R$ 8,5 bilhões, para investir em projetos de infraestrutura sustentável e de mitigação e adaptação às mudanças do clima. Os recursos são de empréstimos feitos junto ao New Development Bank (NDB), conhecido como Banco do Brics, cujos contratos de captação foram assinados nesta quarta-feira (6), na sede do BNDES, no Rio de Janeiro.