Últimas notícias

Mesmo sem jogar, Neymar é exaltado pelo Al Hilal

Mesmo sem entrar em campo, Neymar recebeu o carinho do Al Hilal e foi exaltado em post nas redes sociais. Ainda se recuperando de grave lesão no joelho, o camisa dez esteve no estádio e vibrou bastante com a vitória da equipe.

Polícia de GO diz ter matado cinco suspeitos após tentativa de chacina

A Polícia Militar confirmou a morte de cinco suspeitos em confronto, neste sábado (2), após suposta tentativa de chacina provocada por disputa entre duas facções rivais, ocorrida em Goiânia (GO).Segundo a corporação, agentes do COD (Comando de Operações de Divisas) foram chamados após ataque a tiros ocorrido dentro do Setor Parque Santa Cruz, em Goiânia (GO).

Mídia pública amplia pluralidade no jornalismo, diz estudo

O estudo da Organização Não Governamental (ONG) Repórteres Sem Fronteiras (RSF) publicado nesta semana defende o fortalecimento do sistema público de comunicação como forma de promover a pluralidade do jornalismo brasileiro. O relatório concluiu que não há no Brasil políticas suficientes para promover a diversidade na comunicação, condição necessária, segundo a organização, para garantir uma cobertura equilibrada e inclusiva dos acontecimentos, promovendo uma sociedade mais informada.

Trump tem 48% das intenções de voto, ante 43% de Biden, diz pesquisa

Uma nova pesquisa de opinião do New York Times com o Siena College feita no final de fevereiro e divulgada neste sábado (2), a oito meses das eleições presidenciais nos Estados Unidos, mostra mais uma vez Donald Trump à frente do presidente Joe Biden.Os resultados mostram que 48% dos entrevistados afirmaram que votariam em Trump se o pleito para decidir o novo chefe da Casa Branca fosse realizado naquele momento.

Lava Jato completa 10 anos sob disputa política por seu papel histórico

Não há como falar da política brasileira no século 21 sem dedicar um longo capítulo para a Operação Lava Jato, que completa dez anos de sua primeira fase no próximo dia 17.Um resumo bem simplista da história recente do país a colocaria ao lado e na sequência de outros marcos do período, a partir de Junho de 2013: o impeachment de Dilma Rousseff, a vitória de Jair Bolsonaro e os ataques de 8 de janeiro de 2023.

Brasil aposta no legado do Mundial de 2014 em candidatura para Copa feminina de 2027

Candidato a receber a Copa do Mundo feminina em 2027, o Brasil aposta no legado do Mundial de 2014 e no retrospecto de eventos esportivos realizados no país para vencer a concorrência das candidaturas conjuntas de México e Estados Unidos e de Alemanha, Bélgica e Holanda.Podendo contar com as estruturas preparadas para a Copa realizada no Brasil dez anos atrás, os gastos para receber a competição devem ser relativamente modestos.